O álcool gel atrapalha o resultado do teste do bafômetro?<

O álcool gel atrapalha o resultado do teste do bafômetro?

Saiba se o álcool gel tem interferência no teste do bafômetro.

Com a maior frequência no uso do álcool gel, motoristas de todo o país começaram a se preocupar com a influência do produto nos testes do bafômetro realizados pelo Detran (Departamento de Trânsito do Estado). Essa notícia se espalhou facilmente pelas mídias sociais e tem deixado muita gente com a pulga atrás da orelha. 

Para matar as dúvidas de uma vez por todas, separamos algumas informações essenciais para entender a influência do uso do álcool gel no teste de trânsito. 

Confere aí! 👇😉

O álcool gel não entra na corrente sanguínea 

Já começamos te alertando que essa não passa de mais uma #FakeNews que circula na internet! Isso porque, por não entrar na corrente sanguínea, o álcool gel não é capaz de alterar substancialmente o resultado dos exames realizados pelo departamento de trânsito. 

Por evaporar rapidamente das superfícies, o mais provável é que o produto não interfira em nada na obtenção dos resultados. 

Se o intervalo entre a aplicação e inalação do produto for muito rápido, basta comunicar o oficial sobre o uso e, se o resultado apresentar alteração, ele repetirá novamente o procedimento após 15 minutos que, em sua segunda checagem, apresentará números normais. 

Mais segurança para o seu resultado

Para que não haja interferência nos resultados e para que os protocolos de saúde sejam seguidos, a maior parte dos testes do bafômetro estão sendo realizados fora do carro. 

Além de evitar riscos de contaminação entre agente e motorista, por se tratar de uma área externa com grande circulação de ar, o procedimento também evita que a presença do álcool gel nas superfícies do automóvel atrapalhe a aferição correta do porcentual de álcool no sangue. 

Não tente burlar a lei

É importante lembrar que o teste do bafômetro capta o ar expelido diretamente dos pulmões e, por isso, é fácil identificar a ação de elementos externos como o álcool gel. 

Se no reteste os valores ainda apresentarem alteração, não há razões para mentir, pois fica clara a presença de bebida alcoólica no organismo. 

 

Viu como não há razão para preocupação? 

Daqui em diante, pode ficar tranquilo, porque o seu Hi Clean no carro não representará nenhum risco para a sua rotina como motorista. 

Lembre-se sempre: se beber, não dirija! 😉

NOSSAS VERSÕES

Comentários

AE Digital Facebook Instagram